Mostrando postagens com marcador Curso online de vinhos para Portugueses e Brasileiros. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Curso online de vinhos para Portugueses e Brasileiros. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 21 de março de 2017

Vinho também é cultura e cotidiano!

Quando vivia em Portugal uma das coisas que mais me encantavam, dentre tantas, era a possibilidade de aprender mais sobre vinhos!   Achava, e sigo achando, a tradição, a cultura que eles têm de degustar a bebida durante às refeições, o máximo!

Antes de ir morar fora tomava pouquíssimo vinho, especialmente porque vivia em Cuiabá e lá é o calor quem reina absoluto - o frio do inverno é tímido (mínima de 15 e olhe lá) e por poucos dias; não nos dá a chance de sermos elegantes à mesa nem fora dela.  

História do vinho

Às vezes, com peixe ou frango (já que marisco alí é raro), nós nos metíamos a tomar um branco ou rose fresquinho e nada mais - somente no inverno (se houvesse frio - que era, e é bem raro) é que as pessoas de Mato Grosso e maioria do Brasil (exceto Sul e SP) podem se dar ao luxo de um vinho tinto - refrescá-lo é meio fora de "noção"!


Hoje vivo em Recife, há alguns anos que voltei de Portugal; felizmente, durante o tempo que estive em terras lusas pude aproveitar para conhecer alguns países e como o meu sonho sempre foi ir a Itália, FUI - por várias vezes e várias cidades.

O norte e centro conheço bem, além da Sicília que acredito já ser no Sul.  Na região da Emíla Romagna estive em Módena, Sassuolo, Bolongna, Ferrari, e até na casa do falecido cantor Pavarotti. 

Já na região do Piemonte fui a Torino e outras cidadezinhas que nem me lembro o nome agora. 

Na Toscana estive em Firenze, que era um grande sonho dentro do país, como Roma, no Lazio, também era!  A catedral (o Duomo) de Firenze, as obras na rua e as do museu me encantaram - além da região, que fizemos em carro; ela é de encher os olhos no outono.   

Por outro lado, quando estava em Torino ia começar o inverno; em um passeio ao mirante do museu do cinema na cidade pude ver os alpes Italianos já com alguma neve - é lindo demaisssss!! 

Elane Souza 2009 - mirante em Svizera (Suíça) vista Lago Magiore, na Itália
Enfim, são tantas cidades e locais dentro da Itália que tive o privilégio de ir que ficaria aqui horas a citar suas belezas - mas o assunto deste texto é a cultura do vinho que existe em grande parte dos países Europeus - pelo menos os que conheço bem são assim: Portugal, Itália e España!

Esses países são como o Centro Oeste é para o Brasil com a soja - "mais ou menos": há momentos, durante viagens de carro por eles que o que mais se vê são vinhas (Videiras, vinhedos); Oliveiras e no caso de Portugal também há os sobreiros ("árvore da cortiça"). 

Sendo assim, como poderia não haver bom vinho e azeite de qualidade?

AGORA IMAGINE:

Uma entrada com salada de polvo e azeitonas pretas, um bom queijo e algo de jamón ibérico, acompanhados de um Vinho do Porto, preferência reserva, para abrir o apetite - durante o jantar pode degustar outro tinto, desta feita Italiano, dependendo do cardápio e a seguir, acompanhando a sobremesa ou não, um vinho licoroso de Portugal chamado Moscatel de Setúbal e a noite será "uma criança" - QUE TAL o cardápio?  

Isso abre, inclusive, o apetite para mais coisas - CERTEZA (rsrs)! 

Até me deu saudades da Europa!

Quando voltei de Portugal tinha uma coleção de revistas sobre vinho (dicas e técnicas, tipos de uva, cultivo, Enologia e sobre a profissão de Sommellier); infelizmente tive que deixá-las - eram elas ou a maioria das minhas roupas, sapatos e presentes (rsrs). Infelizmente uma mudança não se resume em duas malas de 32 kg cada (em vôos internacionais ainda é assim)!

Você que ainda não conhece o fantástico mundo dos vinhos convido-o a visitar a página de um brasileiro (Italiano por adoção e certamente, amor à terra e aos vinhos)! Ele é um sommelier, um especialista que ministra cursos online lá e cá de forma bastante didática - para saber mais CLIQUE AQUI!

Por Elane F. de Souza (Autora deste Blog  e dos www.educacaoedireito.com e Diário de Conteúdo Jurídico)